domingo, 14 de abril de 2013

PRODUZIR MAIS ALIMENTOS

José de Arimatéa dos Santos
Qualquer crise de abastecimento de alimentos e lá vem o agronegócio com seu discurso surrado que no Brasil não se produz mais devido a legislação ambiental. E nisso tenta-se a todo custo enganar as pessoas para mais derrubada de florestas, assassinatos de trabalhadores rurais e a implantação de monoculturas e a criação de gado. Acredito que é necessário reforçar a não derrubada de mais florestas. Preservar o que está em pé.
As áreas agricultáveis disponíveis têm todas as condições de produzir todo o alimentos para o consumo interno e exportar também. Agora se faz necessário que o governo dê totais condições para a plantação e o devido escoamento da produção com empréstimos e financiamentos para o agricultor. Dessa maneira cada agricultor procurará cuidar melhor de sua terra e além de produzir mais alimento protegerá seu meio ambiente.
José de Arimatéa dos Santos
E assim é importante também reforçar a produção de alimentos sem agrotóxicos. Há quem diga que é impossível produzir sem veneno, porém acredito e é possível a ciência do povo com a produção e a capacidade criativa do homem e da mulher do campo  se libertar de vez dos grandes laboratórios multinacionais que querem a todo custo uma agricultura dependente do agrotóxico.
Tanta catástrofe a acontecer devido a mão do homem que nesse mundo capitalista pensa tão somente no lucro a todo custo, contudo a própria natureza dar respostas. E essas respostas são violentas. Por isso é importante a preservação das florestas e da vida.

Um comentário:

Felisberto Junior disse...

Olá!
Meu amigo José
Não há condições de, neste comentário, discutir a fundo a crise, tão pouco apontar saídas. Mas, as causas são múltiplas em um contexto de mercado globalizado que tende a reduzir os alimentos à condição exclusiva de mercadoria.Entendo até que há no agronegócio problemas tanto conjunturais como estruturais que podem definhar seu desempenho.Mas se não criar um programa sério de sustentabilidade , a questão ambiental, do desmatamento que vem sendo
observado ... sob pena de estar resolvendo um problema por um lado (macro
econômico) e criando outro para as gerações futuras.
Em relação ao agrotóxico, a ampliação da pesquisa e o registro legal de insumos que substituem ou reduzem os agrotóxicos ainda é muito irrisório.
Ainda acho que é preciso que haja agilidade nessa questão do registro.
Obrigado pelo carinho
Bom domingo
Abraços