domingo, 9 de abril de 2017

E A APOSENTADORIA?

Numa discussão sobre reforma da previdência e seus impactos na aposentadoria é importante mais do que nunca saber quem contribui e quem deixa a desejar e é devedor nesse sistema. É desumano somente os trabalhadores pagarem a conta da ineficiência de um sistema previdenciário. O governo atual não quer saber quem deve ao sistema. Quer simplesmente penalizar os trabalhadores.
É imperiosa a pressão sobre os parlamentares que votarão pelas modificações nas aposentadorias de todos nós. A proposta governamental de reforma da previdência deixa a grande maioria sem proteção, pois se baliza no tempo de contribuição muito difícil de alguém conseguir e idade mínima altíssima. Uma reforma onde num futuro próximo praticamente ninguém terá o direito básico do descanso da aposentadoria.
Outro fator que vai contra a essa proposta absurda é o fato que a economia vai de mal a pior e o tempo de vida do brasileiro é baixo quando se compara a países em melhor colocação no quesito economia e consequentemente condições de vida. O brasileiro em si não tem culpa nenhuma da má administração do dinheiro da previdência.
O importante nesse momento é a pressão sobre os parlamentares para votar contra essa reforma. O cidadão tem que fazer seu dever e cobrar uma postura aos deputados e senadores que vai de encontro aos mais elementares interesses da maioria da população. Saídas para melhorar a arrecadação da previdência existem. A cobrança aos devedores da previdência já seria uma saída para sanear as contas.
Acredito ser ponto pacífico que essa reforma da previdência não é boa pra todos nós. Portanto, é importante seguir, está a atento e sempre dizer um não a uma reforma prejudicial pro presente e pro futuro do Brasil. Não é justo trabalharmos a vida inteira e depois não conseguir se aposentar, pois o tempo de contribuição e a idade mínima são inatingíveis. Sem falar que prejudica as mulheres e setores dos trabalhadores rurais.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

INFORMAÇÃO E DEMOCRACIA

A democracia demanda a participação de todos os cidadãos não só no dia da eleição em que vamos ás urnas e escolhemos nossos representantes. É importante e salutar acompanhar os políticos e cobrar melhores condições de vida para toda a comunidade. Exigir principalmente decência e transparência, pois os mesmos são funcionários muito bem pagos por cada cidadão que vive em seu município.
Vivemos a era da informação em que a todo instante sabemos do que acontece aqui e alhures e dessa forma fica fácil acompanhar os que os políticos fazem ou deixam de fazer. Claro que é necessário ter o devido senso crítico e duvidar de algumas informações que a primeiro momento parecem serem verídicas e logo se desmancham pela falta da verdade. Ou ainda quando parte da mídia procura perseguir seus inimigos e povoa seus noticiosos com notícias embaraçosas contra seus desafetos.
Vivemos um momento delicado da história brasileira quando grande parte da elite política está sob suspeita de corrupção. Um quadro que faz com que muitos se desiludam com todos os políticos e jogue todos no mesmo caldo. Sabemos que ainda restam políticos sérios e honestos. Uma minoria.
Os políticos que estão aí todos foram eleitos. O eleitor tem uma certa culpa ao eleger candidatos que na campanha política pedem humildemente o voto e faz promessas e tal e quando estão no cargo invariavelmente não cumprem o que prometeram e alguns enveredam pela corrupção. Os fatos dos últimos dias demonstram o quanto de errado estão a fazer ao desprezar completamente os eleitores e vender seus mandatos pra empresas privadas em troca de projetos que beneficiem essas empresas em detrimento da decência.

Nas próximas eleições, mais do que nunca, analisar e votar em quem realmente confiamos e se eleitos não enveredem por esse enredo da corrupção que acompanha, infelizmente, a nação brasileira desde seu descobrimento no longínquo 1500. A república passa por essa crise ética e são nas crises que se acham as soluções para se evoluir para uma democracia mais participativa, com mais liberdade e um povo com senso crítico e políticos mais sérios, éticos e transparentes.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

INFORMAÇÃO E DEMOCRACIA



A democracia demanda a participação de todos os cidadãos não só no dia da eleição em que vamos ás urnas e escolhemos nossos representantes. É importante e salutar acompanhar os políticos e cobrar melhores condições de vida para toda a comunidade. Exigir principalmente decência e transparência, pois os mesmos são funcionários muito bem pagos por cada cidadão que vive em seu município.
Vivemos a era da informação em que a todo instante sabemos do que acontece aqui e alhures e dessa forma fica fácil acompanhar os que os políticos fazem ou deixam de fazer. Claro que é necessário ter o devido senso crítico e duvidar de algumas informações que a primeiro momento parecem serem verídicas e logo se desmancham devido a falta da verdade. Ou ainda quando parte da mídia procura perseguir seus inimigos e povoa seus noticiosos com notícias embaraçosas contra seus desafetos.
Vivemos um momento delicado da história brasileira quando grande parte da elite política está sob suspeita de corrupção. Um quadro que faz com que muitos se desiludam com todos os políticos e jogue todos no mesmo caldo. Sabemos que ainda restam políticos sérios e honestos. Uma minoria.
Os políticos que estão aí todos foram eleitos. O eleitor tem uma certa culpa ao eleger candidatos que na campanha política pedem humildemente o voto e faz promessas e tal e quando estão no cargo invariavelmente não cumprem o que prometeram e alguns enveredam pela corrupção. Os fatos dos últimos dias demonstram o quanto de errado estão a fazer ao desprezar completamente os eleitores e vender seus mandatos pra empresas privadas em troca de projetos que beneficiem essas empresas em detrimento da decência.
Nas próximas eleições, mais do que nunca, analisar e votar em quem realmente confiamos e se eleitos não enveredem por esse enredo da corrupção que acompanha, infelizmente, a nação brasileira desde seu descobrimento no longínquo 1500. A república passa por essa crise ética e são nas crises que se acham as soluções para se evoluir para uma democracia mais participativa, com mais liberdade e um povo com senso crítico e políticos mais sérios, éticos e transparentes.

domingo, 13 de novembro de 2016

FRANCISCO


Em meio a um mundo que está se caracterizando individualista e num "salve-se quem puder" onde figuras nefastas e retrógradas ganham espaços(Trump, Bolsonaro,...) com suas ideias que levam a humanidade à idade média, eis que felizmente temos a figura do líder religioso Papa Francisco e sua fala coerente e libertadora. Até que enfim um papa considera o comunismo muito próximo das ideias de Jesus Cristo: 
"São os comunistas os que pensam como os cristãos. Cristo falou de uma sociedade onde os pobres, os frágeis e os excluídos sejam os que decidam. Não os demagogos, mas o povo, os pobres, os que têm fé em Deus ou não, mas são eles a quem temos que ajudar a obter a igualdade e a liberdade", disse o Papa Francisco.

domingo, 23 de outubro de 2016

É POSSÍVEL

José de Arimatéa dos Santos
Atualmente vivemos uma época de muitos avanços em muitos sentidos. As relações entre as pessoas muito facilitadas através dos meios tecnológicos disponíveis e que deixam todos nós cada vez mais próximos. Pode até não ser fisicamente essa proximidade. As redes sociais por si só demonstram o que disse logo acima.
Quando voltamos um pouco no tempo parece que as coisas aconteciam lentamente. Pra conversar com um amigo ou amiga era necessário ir até a casa da pessoa ou marcar um encontro. Os fatos acontecidos pela manhã só sabíamos á noite através dos telejornais na tv. Pesquisas da escolas só através das enciclopédias volumosas e assim mesmo encontrava pouca coisa.
Esses dois mundos descritos. O hoje e o ontem têm suas virtudes. Atualmente as informações “correm” numa velocidade estonteante e no exato instante ficamos informados. Isso é bom. O que falta ainda é a possibilidade de uma análise mais aprofundada de tudo isso e que nos leva a equívocos incríveis. É uma situação perigosa e ao mesmo tempo desafiadora. No passado, não muito distante, os fatos eram mais analisados e o debate podia levar a caminhos seguros. A um porto seguro.
Com a modernidade o mundo ficou muito pequeno, muito próximo de todos nós. Aproxima as pessoas tecnologicamente. Ajuda na rápida resolução de muitos problemas. Há a troca de ideias e projetos que possam melhorar as relações humanas. Isso é ótimo. O que é necessário ainda é achar uma solução pros que usam os meios tecnológicos pra disseminar o mal e o ódio. Infelizmente alguns usam as ferramentas tecnológicas pra propagar a mentira através do anonimato e a criação de perfis falsos.

Já que estamos nesse mundo tão informados onde as notícias borbulham tão naturalmente se faz necessário propagar o bem e o amor. E nisso a poesia e a música são alguns dos ingredientes que ajudam nesse processo, além das pessoas que dedicam seu tempo em ajudar os demais semelhantes e facilitar um modo de vida que proporcione saúde e conforte a todos, indistintamente. Precisamos aproveitar esse momento único da história da humanidade e usar a nosso favor essas ferramentas tecnológicas. Que é possível é!

domingo, 25 de setembro de 2016

INFORMAÇÃO E APRENDIZAGEM

Vivemos em um mundo tecnológico onde os acontecimentos são compartilhados automaticamente nas diversas redes sociais existentes. Há quem resista a essa avalanche de informações que a internet instantaneamente nos oferece e procura passar ao largo dessas redes sociais. De tudo se encontra nesse mundo contemporâneo que é a internet. O importante é caminhar, ou melhor, navegar pelo lado bom dessas várias ferramentas disponíveis.
A internet ajuda o estudante e o cidadão que procuram se informar, estudar e encontrar os vários caminhos para aprender mais. O cabedal de informações é tanto que definitivamente encerrou a carreira daquele vendedor de livros porta a porta e nas escolas. Lembro-me que nos anos 80 quando cursava o ensino médio e os professores passavam os temas de pesquisa, ia até a biblioteca da escola e passava horas folheando enciclopédias gigantes a pesquisar. Trabalho árduo e ao mesmo tempo prazeroso quando tínhamos condições de encontrar ao menos um pouco dos temas e a partir deles escrever o trabalho.
Hoje evoluímos tanto que o simples celular mais do que nunca facilita a pesquisa na procura de temas e a grande variedade de opções que aparecem na tela para a feitura dos trabalhos escolares. A vantagem dos nossos dias é que as informações “borbulham” numa velocidade estonteante. Cabe ao estudante e a nós amantes do conhecimento se aprofundar nos estudos. E ainda melhorar a qualidade na leitura e o mais importante saber filtrar o que interessa.

Não desmereço de maneira nenhuma, longe de mim, as redes sociais e sua grandiosa importância no encontro, mesmo que tecnologicamente. Amigos que moram em regiões e países diferentes. A internet diminui as distâncias, contudo é mais importante o encontro físico no dia a dia, seja no trabalho ou nas relações sociais. Que as redes sociais sejam ferramentas que complementem o mais importante que é o contato e a troca de ideias numa perspectiva de informação e ao mesmo de aprendizagem, além do debate em alto nível. 

domingo, 4 de setembro de 2016

NÃO VOTO!

Não adianta pedir meu voto, pois não votarei em partidos que apoiaram o golpe parlamentar. Olha a relação das legendas golpistas em Santa Luzia do Oeste: DEM, PSC, PMDB, PSD, PSDB, PSB, PP, PTB, PR, PTdoB. E senhores candidatos desses partidos, é perda de tempo pedir meu voto!

domingo, 28 de agosto de 2016

GOLPE

E tudo se encaminha pra mais um golpe, agora parlamentar, contra a fraca e incipiente democracia brasileira. Golpe dado pelos os mesmos de sempre. Empresários ávidos por destruir conquistas históricas e tão importantes pra maioria dos trabalhadores: Salários, aposentadoria e 13º salário. E hegemonia midiática da maior rede de tv, além de brecar a ascensão social de muitos. Tudo isso se justifica(na visão deles) pelo afinco em confirmar o golpe contra a democracia e entregar todas as riquezas do país ao capital internacional para explorar e nada para o povo brasileiro. O #ForaTemer significa defender a democracia que está sendo usurpada e transformada num ato de entrega aos  mesmos que defenderam a escravidão e a fome da maioria do povo brasileiro.

sábado, 20 de agosto de 2016

OURO


Depois de tantas Olimpíadas o Brasil conquista sua primeira medalha de ouro no futebol. Esporte majoritário em terras tupiniquins e em cima de outro gigante do futebol que é a Alemanha. O que faz dessa conquista se revestir de uma importância grandiosa. Não pelos 7 a 1. A revanche é voltar a jogar o verdadeiro futebol brasileiro.
Sabemos da grande desorganização do futebol brasileiro fora das quatro linhas onde o presidente da entidade maior do futebol nacional não pode deixar o país devido a problemas com a justiça. Pra voltar a ser o país que tem o melhor futebol no planeta necessita mudar muita coisa. Com a medalha de ouro quem sabe não seja um alento pra mudar o futebol do Brasil e melhores dias poderão vir. Quem sabe...!

domingo, 7 de agosto de 2016

BRASIL, BRASILEIRO



O Brasil é cantado e decantado no mundo inteiro por quem teve a oportunidade de conhecer esse país continental e até pelos que conhecem tão somente pelas imagens que correm todo o planeta. Já na Copa do Mundo de Futebol em 2014 o país já tinha dado mostras de hospitalidade e principalmente alegria estampada nos brasileiros. E agora com a Olimpíada no Rio de Janeiro já na abertura extasia o mundo.
Claro que temos gravíssimos problemas estruturais que muitos países já venceram e se encontram em um estágio bem melhor. Infelizmente não vencemos ainda a fome e a pobreza, mesmo com o sucesso dos programas sociais, a violência que grassa em todos os pontos do país, a corrupção entranhada e sistêmica num complexo sistema político-eleitoral. Todo esse caldo reforça a desigualdade social e que vem desde 1500 onde a acumulação de riquezas foi tão somente para alguns e o muito pouco, na verdade, migalhas para a maioria. Ao menos tivéssemos uma educação de melhor qualidade e uma saúde digna, muita coisa poderia está bem melhor.
Olimpíada, em sua abertura, mostrou e demonstrou ao mundo a preocupação nossa pelo futuro não só dessas terras tupiniquins e sim do planeta. A ecologia se fez presente, o cuidado com o meio ambiente e a reflexão para se frear um pouco essa máquina tão veloz do consumismo e produzir mais, contudo com uma preocupação com o hoje e o amanhã da terra. Quem se preocupa com o meio ambiente, preocupa-se com a vida. É notória a mudança no clima e o mundo viu uma lição de civismo no cuidado ao meio ambiente e o respeito às pessoas sejam quem for.
É o Brasil bonito e o povo brasileiro que através da alegria ama essa terra. E mostra ao mundo a cultura nacional em suas mais variadas facetas. Um país grandioso em todos os sentidos. Que a festa do esporte demonstre o quanto é possível se viver em paz e que o mundo receba essa lição de brasilidade que encanta e assim esse mesmo mundo mostre aos brasileiros céticos o quanto o Brasil é grande e forte. Mesmo com tantos problemas o Brasil mostra mais uma vez a capacidade dos brasileiros em fazer bonito com muita alegria e principalmente com muita competência.

sábado, 16 de julho de 2016

EDUCAÇÃO E RESPEITO



Ultimamente vemos nesse Brasil continental agressões a professores e professoras. É pra lamentar e ao mesmo tempo ver o que está errado quando a falta de respeito se faz presente na escola e fora da escola. Preocupante, pois os educadores são figuras que querem um bem e tanto para com os seus alunos. E vale ressaltar a alegria de todo professor quando seus pupilos vencem na vida. Estudam e trabalham em postos de trabalho que engrandecem a nação Brasil.
Quando fatos de falta de respeito se repetem na escola, significam que temos uma sociedade doente, pois as agressões se repetem contra crianças, idosos e a banalização de tudo isso deixa uma preocupação quanto ao futuro. Indisciplinas e o desprezo com as regras estabelecidas deixam no ar uma preocupação latente. A Constituição diz que temos direitos e ao mesmo tempo deveres. Regras da sociedade tão claras, um direito, um dever.
Solução pra esse caos existe. E está na educação e na família. Crianças bem educadas em casa invariavelmente não dão problemas na escola e se forem estudiosas têm um futuro brilhante. A obrigação da escola é ensinar o “beabá”, cálculos e formar cidadãos humanistas e conscientes de seus deveres e direitos. Fora disso e sem a ajuda da família a escola fica sozinha e desprotegida na formação dos nossos jovens.
A cultura de paz e o respeito para com os semelhantes deve ser o mote desde a pré-escola. Combater os preconceitos e fazer valer a disciplina para que o aluno cresça sabendo o quanto a convivência pacífica faz bem a todos. Dessa forma podemos ter um futuro recheado de brasileiros sabedores de seus deveres e com os direitos assegurados.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

E O FUTEBOL DO BRASIL?

Parecia que o ápice da má fase do futebol brasileiro era a goleada de “7 a 1” impingida pelos alemães em 2014. Ledo engano. Agora foi a vez do Peru que não vencia o Brasil desde 1985. A culpa não é tão somente de Dunga, dos jogadores e é muito mais dos que ocupam os mais altos cargos da CBF. Escolheram muito mal o técnico e não houve mudança nenhuma no futebol brasileiro. Há ainda tempo pras mudanças e assim o futebol brasileiro recuperar seu espaço no mundo do futebol. O tempo urge. Se não o próximo vexame é não ir pra copa de 2018 na Rússia.

domingo, 5 de junho de 2016

O MEIO AMBIENTE

José de Arimatéa dos Santos
Vemos na mídia várias notícias que o meio ambiente, a vida no planeta terra está em perigo e muitas vezes com previsões catastróficas do aumento de temperatura no planeta. São notícias que muitas vezes não nos chama atenção, pois o futuro acredita-se está longe. Ledo engano. Precisamos urgentemente rever nossos conceitos no cuidado com a água que chega até nós através das torneiras, da energia elétrica que se consome, além dos vários itens tecnológicos e que nos ajudam nessa vida tão corrida de nossos tempos.
Defendo a preservação das florestas, das matas e a plantação em nossas cidades de mais árvores. Desmatar para o avanço da pecuária e da monocultura agrícola significa complicar mais ainda os problemas ecológicos. É preciso cuidar da terra e principalmente das margens de rios e nascentes de água. O ciclo da água não pode e nem deve ser quebrado. A água produz energia e como tal preservar florestas, matas e rios são fatores que preservam a vida hoje e no futuro.
Nessa vida tão corrida que 24 horas “voam” o ser humano depende dos vários meios tecnológicos para que a engrenagem possa funcionar a contento. Computadores, celulares e por aí vai que ajudam e muito na resolução de vários problemas e faz a humanidade produzir mais riquezas. E nisso é importante observar como é produzido e consequentemente usá-los à exaustão, usar até quando não for possível, pois a moda do consumismo desenfreado pode causar até problemas de saúde.
O tema meio ambiente é muito vasto e ao mesmo tempo complexo para discorrer e debater, contudo vale a máxima que é preciso explorar esse meio ambiente de forma justa e com bastante cuidado através de estudos de impacto ambiental. Qualquer inserção do ser humano na natureza causa algum impacto e dessa forma se faz necessário o estudo para diminuir as agressões à natureza. E onde todos os seres humanos possam usufruir dessas riquezas e de forma bem consciente para que as gerações futuras também possam alcançar as belezas e potenciais dessa natureza.

sábado, 28 de maio de 2016

É REAL

“O futebol é a coisa mais importante dentre as coisas menos importantes.” - frase dita por Arrigo Sacchi - técnico vice-campeão mundial pela seleção italiana na Copa de 94. A grande final da Champions League entre Real Madri e Atlético de Madri já começou muito bem com as apresentações dos cantores Alícia Keys e Andrea Bocelli. Com a bola rolando as emoções afloraram do começo até ao final nas disputas dos pênaltis. Os deuses do futebol não deixaram mais uma vez o Atlético conquistar a “orelhuda”. O Real ganhou a “undécima”. Prevaleceu a grandeza e a tradição do grandioso Real Madri.

domingo, 15 de maio de 2016

E COMEÇA O FUTEBOL

Google Images
O futebol faz parte de nossas vidas desde pequeninos quando começamos a chutar uma bola e nas brincadeiras do jogo de futebol nas ruas, escolas e campinhos que muitas vezes são de terra batida e quando venta sobe uma poeira incrível. Lembro-me que criança jogava bola no meio da rua, no asfalto, e quando vinha o carro parava a peleja futebolística para o automóvel passar. E quando a bola em vez entrar no gol feito com duas pedras no chão acertava a casa de alguém que não gostava dessa algazarra? Com um medo incrível era escalado algum companheiro de jornada esportiva para buscar. Certamente levava uma bronca... Não vou nem entrar no mérito quando a bola quebrava uma vidraça de algum vizinho.
No mundo do futebol o pequeno clube inglês Leicester fez bonito e venceu o campeonato inglês de forma espetacular e surpreendente. Deixando o mundo do futebol estupefato e ao mesmo tempo alegre pela ousadia e surpresa pelo fato que na temporada passada se livrou do rebaixamento na “bacia das almas”. E em terras tupiniquins no campeonato regional mais rico, o paulista, surge o Audax e uma proposta diferente do que é jogado atualmente. Não diria uma revolução, porém um futebol bem brasileiro e verdadeiro que até a seleção brasileira não joga mais. Prevalece o pragmatismo e o time do Audax “inova” nesse meio em que vale tão somente a vitória. Talvez daí explica-se a escassez de jogadores fenomenais e tenhamos tão somente Neymar e um futebol sofrível de se ver.
E nesses começos e recomeços mais um campeonato brasileiro de futebol e que este ano está muito difícil de cravar os favoritos pelas atuações abaixo da média dos clubes. Mesmo assim me arvoro a dizer que os quatro favoritos são Atlético Mineiro, Corinthians, Palmeiras e Grêmio. Todos os anos coloco o Internacional nesse clube seleto, contudo e invariavelmente decepciona a tudo e a todos. E olha que faz tempo que o Inter foi campeão. Não se tem um favorito forte e tudo pode acontecer. Quem sabe um novo fenômeno, como o Guarani de Campinas fez em 1978, o Chapecoense a repetir o feito do Leicester e abiscoitar esse brasileiro?

Futebol que acompanho apenas como torcedor e observador e além dos grandes os pequenos que fazem desse universo uma riqueza cultural incrível. Gosto do jogo bem jogado e envolvente seja em que divisão for. E que o futebol continue a encantar as crianças do mundo todo, além dos adultos e de uma forma alegre. Saber mais do que tudo que é apenas um esporte onde a vitória, empate e derrota caminham juntos. A violência não rima e nunca rimará com o futebol e nenhuma atividade humana. Vamos torcer por nossos clubes e que ao final vença quem foi mais competente no planejamento e audacioso como o Audax, Leicester e amantes do verdadeiro futebol.