domingo, 11 de novembro de 2018

FORTALEZA, CAMPEÃO BRASILEIRO


Resultado de imagem para fortaleza esporte clube
O Fortaleza Esporte Clube foi fundado em 1918 e em homenagem a França escolheu as três cores desse país europeu(Azul, branco e vermelho). E deu certo. Quantas vezes a magia dessa camisa tricolor se sobrepôs e venceu...
Neste ano, 100 anos de um clube vencedor no estado e no nordeste. Agora campeão nacional numa conquista irreparável. Faltam duas rodadas e conquistou 20 vitórias. Um clube que sempre fez a melhor campanha nos últimos anos de 8 anos de série C.E na série B foi tão somente uma passagem para a elite do futebol penta campeão do mundo. É campeão!!!


domingo, 28 de outubro de 2018

DEFENDER AS LIBERDADES, A DEMOCRACIA BRASILEIRA

Uma grande conquista do brasileiro é a democracia. Sabemos o quanto é difícil ter liberdade nesse quadrante verde e amarelo. Que a história diga. Golpes e mais golpes nessa insipiente e tão frágil democracia. Desde a redemocratização e a feitura da Constituição de 1988 temos uma certa liberdade. Não é uma liberdade verdadeira, pois muitos entulhos autoritários estão ainda presentes na vida nacional.
Nestas eleições de 2018 vimos a ascensão de figuras com discursos autoritários. É preocupante por que os números da violência só aumentam e estes políticos vendem soluções fáceis de combate a essa violência. Nisso, muitos jovens das periferias e principalmente negros são os alvos. Propostas de mais empregos e solução da crise econômica pouco falam. É por aí que se combate a violência oferecendo oportunidades para os jovens.
E pra piorar, a maioria da população deu um cheque em branco para quem se elegeu para o mais importante cargo da nação. Não se debateu suas propostas. Em 2019 entramos no escuro. Conversas através das redes sociais e discursos moralistas não vão resolver os graves e urgentes problemas  brasileiros.
Portanto, é importante defender essa democracia. Avançar e não fraquejar nos momentos de perigo de supressão das liberdades. O Brasil é de todos nós e merecemos um país livre, justo e solidário. Nunca o arbítrio. E sim as liberdades.

domingo, 21 de outubro de 2018

UM BRASIL DE TODOS

Estamos prestes a definir o futuro do país. É muito importante analisar e observar quem tem as melhores propostas. Dois projetos. Um que é uma incógnita, pois o candidato se nega a debatê-lo. Aí fica difícil. Quem vota num candidato que tem ojeriza a debates, vota em um papel em branco. Vota no escuro e pra piorar o candidato é conhecido por suas posições autoritárias e discriminatórias contra as mulheres, homossexuais e negros. A quase 30 anos é deputado federal e quase nada de produção parlamentar. Espero que a o povo brasileiro vá em outra vertente.
Defendo a liberdade e consequentemente a radicalização da democracia, pois assim o Brasil vai em frente e com desenvolvimento. Acredito em quem prega a inclusão de todos. Sem exceções. Voto em quem propõe e luta por um Brasil que respeita todos e o meio ambiente. Tem políticas públicas de defesa do Brasil e dos brasileiros. 
Nessa conjuntura Haddad representa um país mais Brasil em que devemos respeitar a opinião contrária e a defesa dos nossos recursos naturais. Que ao explorá-los a nação brasileira usufrua dessas riquezas para investir e melhorar a saúde e a educação. 
Esse é o caminho que representa o Brasil. Não ao autoritarismo e sim as liberdades políticas. Defesa do meio ambiente. Defesa da amazônia. Que todos os brasileiros possam viver e felizes nessa nação Brasil.

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

PROFESSOR E PROFESSORA

Infelizmente os tempos são difíceis para quem está em sala de aula. Alunos em boa parte sem limites e com pouco interesse em aprender. Há as exceções. No entanto o que me preocupa mais são as investidas de pessoas que não entendem coisa nenhuma de educação e a querer dar pitaco. Dizer que há uma “doutrinação” nas escolas é no mínimo ignorância. Vemos isso em outros setores da nossa sociedade(algumas igrejas). Na escola não.
É necessário que os professores e funcionários das escolas sejam valorizados com salários dignos e uma ampla liberdade para propor pedagogicamente o debate de todos os temas sejam eles filosóficos, científicos e tecnológicos. Tempos tão sombrios(os de agora) que querem limitar, censurar o trabalho do professor. Não aceitaremos e a luta é para que o professor tenha sua autonomia e um ensino de melhor qualidade e para todos.

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

LINHA EM RONDÔNIA

José de Arimatéa dos Santos
No caminho
Uma árvore
Naquele caminho
Uma sobrevivente
Da devastação
Naquele caminho
A embelezar,
Mesmo sozinha,
Uma árvore!

domingo, 30 de setembro de 2018

AH, AS MULHERES!

Neste final de semana as mulheres brasileiras deram uma lição de cidadania. Foram às ruas dizer que não aceitam de jeito nenhum ganhar menos que o homem. Exigem respeito e nada de discriminação, além de demonstrar uma força incrível.
Protestam contra as falas de um candidato a presidência da República que arrota preconceito e ódio contra as mulheres. Que em vez de apresentar propostas de afirmação das mulheres, discrimina as mulheres. 
É importante observar quem acompanha esse candidato. Uma maioria de homens em sua turba. E quando se manifestam "cantam" músicas que promovem mais ainda a discriminação e a diminuição das mulheres.
Mulheres que são a maioria do eleitorado. Podem decidir a eleição. Espero que decidam contra esse candidato que não falo o nome e certamente quem chegou até aqui sabe de quem falo.
As mulheres encheram as ruas e a parecer com o movimentos das "Diretas Já" do início dos anos 80 do século passado. Movimento vitorioso pela adesão e principalmente que pode ter decidido eleição pela derrota do coiso.
As mulheres mais uma vez a mostrar e demonstrar que tem força. Brio. E por que não elogiar e fazer coro a esse movimento do #eleNão? Mulheres, vocês estão muito de parabéns. É assim que começa a mudar muito desse estado de coisas de não respeitá-las. Viva as mulheres!

sábado, 22 de setembro de 2018

QUE TEMPOS SÃO ESTES?

Vivemos um tempo em que o ódio e a violência são valorizados. Pseudocristãos dizem apoiar o  candidato das armas e desse ódio entranhado num país que se desnorteou. Início dos anos 2000, caminhava a passos largos para o desenvolvimento nos governos de Lula e primeiro governo de Dilma. No entanto temos uma elite predadora dos maiores sonhos da maioria dos brasileiros e sabotou esse Brasil,
O que se ver hoje é uma campanha política atípica e parte da sociedade, equivocadamente, apoia o ódio e a violência. Num país que deveríamos olhar para frente e impulsionar o bem estar de um povo ávido por melhorias. O que resolve tudo isso é a política.
Só que escolhendo quem realmente tem compromisso de um Brasil de desenvolvimento e plenitude no emprego e oportunidades iguais. Assim é o país que pode olhar pra frente. Nunca com esse enredo do desgoverno Temer que levou o país a tristeza e ao desemprego. Parou o país.
Devemos rechaçar o fascismo que ora nos ronda e vencê-lo nas urnas e olhar pra frente um Brasil de amor, solidariedade e compromisso pelo desenvolvimento que acolha a todos indistintamente.

domingo, 2 de setembro de 2018

UM BRASIL JUSTO E SOLIDÁRIO


A semana começa com o domingo. Lógico. Dia de descanso e também de planejamentos para a continuidade dos dias. Dias que passam. Nisso, é importante remoer os acontecimentos e tocar pra frente. Procurar mudar esse mundo que infelizmente é grande a possibilidade do mal vencer. Os fascistas estão mais do que nunca ávidos pelo poder. Esse é o perigo.
Concatenar nossos pensamentos pra fazer um futuro bem melhor. Futuro onde as liberdades estejam presentes. Com liberdades todos nós evoluímos. Lutar contra o arbítrio das ditaduras. E no Brasil o judiciário que quer se fazer de ditador, proíbe a candidatura do primeiro lugar nas pesquisas. Lula que é um político conciliador e reúne todas as condições para pacificar o país. No entanto, o golpe parlamentar de 2016 prossegue e suas ramificações no judiciário ratificam a proibição da eleição de Luiz Inácio.
Mesmo assim tenho esperança que dias melhores virão. O mal não triunfará. Somos mais fortes e temos totais condições de reverter esse quadro de golpes políticos, judiciários e principalmente contra a maioria da população. Reformas liberais e conservadoras que levam o trabalhador para a escravidão. Não se faz uma democracia onde tão somente os empresários ganhem. É necessário o equilíbrio na relação trabalhador e patrão. É preciso mudar e fazer um Brasil mais justo e solidário.

domingo, 26 de agosto de 2018

A NATUREZA

Só sei
A vida,
Natureza,
Preservar
É o único caminho
Num planeta ecologicamente
Equilibrado: continuação da vida


domingo, 12 de agosto de 2018

CAMINHOS

José de Arimatéa dos Santos

Caminho entre árvores
Num sombreado mágico
A maravilhar-se da natureza
Que a todo instante, encanta
Ouço o som dos pássaros
O barulho do vento
Numa sinfonia maravilhosa
E nisso a cada momento
Transforma-se num contentamento
Que transcende a alma

domingo, 29 de julho de 2018

DIAS

Começa o dia...
Novas esperanças
A ressurgir,
Renova-se a vida

Passa-se o dia
Deveras produtivo
Numa correria só
Na luta de todo dia

E aí chega a noite
Num brilho característico
Do luar
Oh, Lua de todos

Noite que brilha
No complemento do dia
E assim dormimos
Na certeza de melhores dias

domingo, 22 de julho de 2018

O SIMPLES DA VIDA

José de Arimatéa dos Santos

Quem nunca chutou sem querer no pé de uma cama? Coisa simples e corriqueira, fato comum, contudo dolorido. Para muitas pessoas azar. Como se a vida se dividisse em azar e sorte ou vice e versa. Vemos o quanto nossas ações durante o dia a dia são de acontecimentos simples e nem tão doloridos como o chute relatado acima. Essa é a vida que cotidianamente acontece.
O importante é ter aquela consciência que as coisas não gravitam em torno de nós, o ser solitário, o sujeito que somos, gravitam nesse mundo no conjunto de todos os seres vivos, onde qualquer um de nós somos parte e ao mesmo responsável por tudo e no todo.
É notícia mundo a fora do índio considerado o ser humano mais solitário desse planeta terra, pois foi vítima de uma tragédia, infelizmente, ainda tão comum nesse nosso Brasil. Invasão de florestas com o fim de devastá-la e matam o índio ou qualquer um que esteja a lutar pela natureza. Alguns não entendem a importância da floresta em pé e com o índio a viver e proteger esse ecossistema.
A importância de se proteger esse índio nas florestas do estado de Rondônia e demais locais, pois a violência e a ganância em destruir a natureza são latentes. Fico às vezes ensimesmado e a querer a entender um futuro de um planeta sem as matas e a cadeia que se forma advindo desse sistema tão complexo e fascinante.
Já se discute não se usar canudinhos de plásticos e o excesso de sacolas plásticas em nossas vidas. As consequências desses produtos aparecem na natureza a poluir o meio ambiente e prejudicar a vida de muitos seres vivos. A vida continua lépida e fagueira e a nos desafiar. Resta-nos tão somente vivê-la e da melhor maneira possível.

sábado, 7 de julho de 2018

ELIMINAÇÃO MELANCÓLICA

Numa Copa do Mundo de Futebol na Rússia, onde a seleção brasileira era uma das favoritas e principalmente que estava numa crescente, cai perante a Bélgica. Uma copa que se caracteriza num nível abaixo de outras copas. Primeiro por não está presente seleções como a Itália e Holanda que não chegaram a nem se classificar para a Rússia. E depois durante o torneio as eliminações de Alemanha e Argentina.
A seleção brasileira fez um caminho difícil até a Bélgica. Muitos erros nas escolhas do técnico Tite e as performances de alguns jogadores que deixaram a desejar nessa competição. Os brasileiros, é natural, lamentam essa desclassificação, pois o time brasileiro atacou e criou chances para empatar e ganhar o jogo. No entanto não era o dia dos brasileiros. Enfrentou uma Bélgica qualificada e agora favorita ao título em terras russas. 
Agora o futuro. Uma base o Brasil tem. Resta um melhor planejamento e o Catar, em 2022, é logo ali. Quem sabe que o hexacampeonato venha em terras do Catar. Brasil rumo ao hexa!

domingo, 10 de junho de 2018

COPA DO MUNDO DE FUTEBOL EM 2018

A poucos dias de uma Copa do Mundo de Futebol e se ver pouco interesse de grande parte dos brasileiros pela seleção brasileira e enfeites verde e amarelo. Também os que ajudaram a promover o golpe parlamentar de 2016 usaram e abusaram das cores da seleção brasileira. Depois de dois anos o país piorou e muito. Fruto desse grave equívoco de retirar do poder quem legitimamente foi eleita. E os 7 a 1 não foram só da Alemanha, continuamos a sofrer goleadas acachapantes como a dos alemães, no dia a dia, reforma trabalhista, aumentos de preços de gasolina, diesel e gás de cozinha, e muitas outras goleadas, infelizmente

domingo, 3 de junho de 2018

VAI COMEÇAR UMA COPA DO MUNDO DE FUTEBOL


Nunca se viu tanto desinteresse por uma Copa do Mundo como essa que será realizada em terras russas. Também, infelizmente, o Brasil vive numa crise desde 2014. Quando todos nós vimos a fatura da construção de tantos estádios para a copa por essas terras tupiniquins, além de uma olimpíada, no Rio de Janeiro, observa-se o descrédito com a grandiosa maioria dos políticos e de lambuja vai a seleção de futebol que sempre foi um símbolo de muito orgulho para todos os brasileiros.
O descrédito da seleção brasileira de futebol se deve aos 7 a 1 não digerido por uma grande maioria. Essa goleada acachapante representou também uma corrupção não vencida e presente ainda na vida nacional, o famoso e vergonhoso “jeitinho brasileiro”. Vimos a partir da derrota estrondosa para a Alemanha o quanto de 7 a 1 levamos todos os dias. Violência, corrupção, desemprego e uma perspectiva cada vez menos para melhor.
Vários setores fizeram manifestações, greves e paralisações, contudo o movimento dos caminhoneiros escancarou e desnudou que os problemas nacionais são grandiosos e ao mesmo tempo solucionáveis. O problema é que os que sempre ganham com qualquer crise não divide o bolo como deveria ser dividido. O Brasil é um país com uma gigantesca desigualdade social. E não é de hoje.
Falando futebolisticamente, ainda bem que o técnico Tite assume a seleção e muda o jeito do time brasileiro jogar. Os adversários sul americanos vencidos e de forma convincente. Já a disputa da copa são outros quinhentos. Não é um favorito absoluto. É uma incógnita como essa seleção disputará os jogos. Passa sem sobressaltos na primeira fase. Os testes pra valer começarão logo na segunda fase que a partir daí é só “mata, mata”, perdeu vem embora.
Como brasileiro espero que a seleção canarinha represente à altura o futebol brasileiro. Não é por menos que esse futebol já ganhou cinco copas do mundo. Pesa essas cinco estrelas principalmente para os adversários. Vejam o estrago dessa goleada sofrida contra os alemães que faz o brasileiro ficar com um pé atrás numa disputa de copa do mundo. Que a seleção comandada por Tite faça um bom papel e sinceramente consiga conquistar o hexacampeonato!

domingo, 29 de abril de 2018

O AMOR

José de Arimatéa dos Santos

Nesses tempos esquisitos que vivemos, 
Vale a pena propagar o amor. 
E mesmo na contramão do ódio, mais amor. Por que não? 
O que vale é procurar o caminho do bem. Do amor. 
Sei que está bem difícil, no entanto quem vive o amor, ama 
O importante e mesmo nas contradições
É falar de amor,
Mais amor,
Amar

domingo, 4 de março de 2018

O RESPEITO


Vivemos um tempo totalmente diferente dos nossos pais e de nós mesmos, onde o respeito é uma palavra quase em extinção. Nos últimos tempos ocorreu um avanço incrível através dos meios tecnológicos, porém a falta de respeito com o semelhante aumentou exponencialmente com reflexos em todos os setores da sociedade. Muitos acreditam que quem pensa diferente é inimigo. Que ledo engano.
A Constituição Federal nos deu vários direitos, contudo e da mesma forma deveres. Faz-se necessário que os direitos e deveres caminhem juntos, pois assim cada cidadão e cidadã saberá o caminho e até onde pode chegar. Essas são as amarras da sociedade para todos nós. Perante à lei somos todos iguais e daí que o respeito se faz presente em todos os momentos e lugares.
Acredito que todo pai e mãe prega aos seus filhos que respeitar as pessoas e as leis são pressupostos básicos para a boa convivência entre todos. E quando se chega na escola a professora ensina regras de convivência em um grupo, além de aprender as primeiras letra e números. Respeitar o coleguinha na sala de aula e em demais dependências da escola, além do respeito aos professores, funcionários da escola e todas as pessoas sejam conhecidas e desconhecidas.
Acredito que alguns que não respeitam regras e muitos menos as pessoas são sabedoras de toda essa aprendizagem que carregamento naturalmente de casa e da escola. Só que a evolução tecnológica ao mesmo tempo que nos abriu um leque infinito de possibilidades de conhecimentos, levou a falta de respeito a níveis preocupantes. Muitos se escondem atrás de um computador e destilam ódio e falta de respeito tão somente por que outras pessoas acreditam em outras ideologias, crenças, religião e amor por um clube de futebol.
A diversidade de pensamento é o charme da convivência humana. Podemos e devemos pensar diferente, não ser manipulados, expressar nossas ideologias, crenças, religiões e amor ao clube de futebol de forma respeitosa e o principal: respeitar quem o faz diferente de nós. O pensamento único é a instituição do autoritarismo tão ainda presente em vários pontos desse planeta. Portanto, é importante o respeito para a boa convivência e assim haver o verdadeiro debate de ideias para se chegar a uma conclusão onde todos nós possamos ser os vencedores.

domingo, 31 de dezembro de 2017

2018

A virada do 31/12 para o 1º de janeiro é uma simbologia, pois essa virada acontece todos os dias. O ano é feliz quando a cada dia, a cada virada de um dia para outro sabemos bem o que queremos e o que podemos fazer. E principalmente ter as condições de dia após dia poder fazer um mundo melhor. É importante cada um de nós podermos transmitir amor e fraternidade em todos os dias do ano e lutar por uma sociedade mais justa e solidária. Que possamos fazer um 2018, dia após dia, bem melhor!

domingo, 10 de dezembro de 2017

VIDA QUE SEGUE


José de Arimatéa dos Santos
Pela janela de casa observo um tempo nublado onde as possibilidades de chuva são altas. E assim é a vida. Épocas nubladas e outras cheias de sol. Que muitas das vezes chega a sufocar pela quantidade de calor que pressiona a vida de todos nós. Contudo o tempo nublado sempre deixa um ar de perspectivas de coisas boas para acontecer que é a chuva. E a chuva vem para lavar e tirar a poeira e deixar o ar mais puro e limpo.
E na nossa vida esses fenômenos da natureza estão ricamente presentes. Quantas vezes estamos “nublados” e contemplativos quanto aos rumos que queremos dar as nossas existências. E de repente começam as precipitações pluviométricas de coisas boas a aflorar. Aí a alegria se estabelece, mesmo que em pouquíssimos momentos, pois a realidade cotidiana é sim estabelecida. Estabelecida pelos compromissos diários e inadiáveis do horário do trabalho e os horários dos que tentam se encaixar no mercado de trabalho.
E assim caminha a humanidade tentando sobreviver e ultrapassar os vários percalços presentes diuturnamente em nosso caminho. Pensas que estou a sofrer? Ledo engano. Apenas estou a remoer situações vividas e revividas que perpassam o tempo e me deixa em devaneios. Natural. Todos nós ficamos muitas vezes a pensar e repensar tanta coisa que fizemos e até mesmo que deixamos de fazer. Arrependimentos são naturais, contudo o que aconteceu, aconteceu. Não tem como voltar atrás e modificar o que tem que ser mudado. Vida que segue...!

O importante é saber que passamos por tantos momentos e estamos por aí. Vivo e revivido. E o caminho ainda é longo. Com passos leves e contínuos estamos firmes e fortes. Isso é que é o mais importante. Que tempos menos nebulosos possam encher de vida mais ainda nossas vidas nesses novos dias que estão por vir. A esperança sempre presente e o otimismo perene em cada novo dia que nasce. Essa é a vida. Felicidades para todos nós!

domingo, 15 de outubro de 2017

A COISA CERTA

Começo a entregar as provas e um aluno faz uma pergunta:
- Professor, o senhor não vai entregar também as respostas?
Eu respondo:
- A corrupção não é praticada tão somente por alguns políticos. Devemos combater a corrupção e o que você propõe é corrupção.
É notória a presença do famoso “jeitinho brasileiro” na vida nacional. Vem de longe a “lei do Gerson” que preconiza levar vantagem em tudo. Esse conceito significa o individualismo. Infelizmente não temos o senso de coletividade. Aquela noção do que existe ao nosso redor é de todos nós e devemos cuidar para favorecer a todos.
E a corrupção está presente nas pequenas coisas. Furar fila é o modelo mais conhecido, além da cola em uma prova ou o colocar o nome num trabalho escolar do colega. Acredito que a corrupção nos bancos escolares pode ser o pressuposto para voos mais altos na escala de corrupção. A escola forma mentes e cidadãos, mesmo com suas deficiências, com o sentido do justo e na sociedade alguns reproduzem vários tipos de coisa errada.
Vale ressaltar e valorizar a coisa certa. A honestidade em todos os seus sentidos. Todo dia deitar e debruçar-se sobre o travesseiro e saber que não prejudicou ninguém e nem deu golpe algum. Passar para os filhos a honestidade como o bem mais notável que um ser humano possui. Ah, mas os políticos a toda hora nos bombardeiam nos noticiários com falcatruas.

Mais do que nunca procurar e disseminar conceitos de honestidade e que a política deve ser a missão para os honestos. É a luta de todos nós. Ser político é uma grandeza, pois vai servir para o bem comum. Todos nós e a todo instante fazemos política. A conversa, o diálogo com nosso semelhante revela bem a política nossa de todos os momentos. Falta o despertar de uma grande maioria e eleger institucionalmente homens e mulheres que tenham a ética e o trabalho honesto voltados para o coletivo, para todos.

domingo, 1 de outubro de 2017

E A LAICIDADE DO ESTADO?

A laicidade do estado sempre foi usurpada em nome de uma ou outra religião. Quero ver escolas dando espaço pra todas as religiões. Impossível. E os pais que não vão querer que seus filhos estudem a religião A, B, C ou Z? Como ficam? O que fazer com os alunos que não estarão nessas aulas?. Nem deveria existir aulas de ensino religioso nas escolas. Ensino religioso deve ser nos lares, igrejas, mesquitas, terreiros,...!

domingo, 27 de agosto de 2017

NESSES TEMPOS ATUAIS

José de Arimatéa dos Santos
Vivemos tempos complicados. E não só no Brasil. O mundo se encontra desnorteado e de uma forma que o preconceito e o racismo, além do discurso de ódio estão presentes nas relações humanas. As religiões procuram respostas através de Deus, contudo, acredito, que primeiramente o problema está em cada ser humano que deve rever muitos de seus conceitos. Perdidos estamos nós em um mundo altamente tecnológico onde as máquinas comandam nossas relações. Está aí o celular que praticamente faz tudo em nossas vidas. Longe de mim ser contra a tecnologia. Os meios tecnológicos que dispomos devem nos auxiliar nos problemas que demoravam muito tempo para serem resolvidos.
Há uma crise de autoridade e em todos sentidos. Muitos não aceitam as regras, a disciplina e questionam a hierarquia. Nisso, a bagunça se instala e dessa forma não há a organização necessária. A concentração se esvai e o que se deve decidir fica meio capenga. As etapas seguintes ficam comprometidas. O respeito a liderança, ao chefe se faz necessário para haver a organização e as tarefas feitas de forma natural. Não o autoritarismo e a violência como formas de rever e organizar todas essas situações que vivenciamos no dia a dia! O diálogo, o consenso e o cumprimento do que foi decidido pelo coletivo é que devem prevalecer.
O aprendizado e o reforço num mundo mais democrático passam pela valorização da educação. Um povo altamente educado sabe resolver os impasses de uma maneira com menos traumas e assim os problemas são resolvidos de forma que todos saiam ganhando. Valorizar os trabalhadores das escolas e que vai do professor, passando pelo vigia, merendeiras, técnicos administrativos e a conscientização dos pais e alunos em participar da vida da escola. Numa realidade que os profissionais das escolas são ameaçados diariamente pela indisciplina e a violência que rondam os educandários, fica cada dia mais difícil. A autoridade do professor cada vez mais diminuída e fruto de vários fatores que vão do desinteresse do governo em investir realmente em educação e a falta da educação familiar de muitos alunos.

Por fim, se faz necessário ter esperança que essa fase passe o mais rapidamente possível. São ciclos que a humanidade vive. São nas crises que encontramos as saídas para resolver os impasses. Espero que a resolução venha por meios democráticos. Nunca pelo caminho mais fácil da violência, preconceito e do autoritarismo, pois os conflitos continuarão e as desigualdades sociais aumentadas. Só haverá uma sociedade equilibrada quando todos tiverem as oportunidades num mesmo patamar de forma equânime. Daí é possível viver num mundo solidário, justo e fraterno.

domingo, 18 de junho de 2017

NÃO AS "REFORMAS" DA PREVIDÊNCIA E TRABALHISTA

Uma elite política que sempre esteve no poder mandando e desmandando resolve sair da escuridão e promovem um impeachment com o apoio da grande mídia. No comando da nação estão totalmente enlameados pela corrupção e ainda querem empurrar de goela abaixo de todos nós, dizendo ser "modernidade", a escravização no trabalho e praticamente por fim na aposentadoria.

domingo, 4 de junho de 2017

RESPEITAR O MEIO AMBIENTE

José de Arimatéa dos Santos
Diuturnamente o meio ambiente está sendo comprometido, pois o ser humano produz riquezas explorando a terra. Seja na agricultura, nos recursos minerais e nas indústrias, entre outros. Os impactos a curto e longo prazo aparecem. O importante é estudar e procurar diminuir esses impactos. Vemos muitos lugares que chovia em demasia, a escassez de precipitações e regiões secas cada vez mais secas. No Brasil e no nordeste a seca predomina e o estado de São Paulo passou recentemente por um período difícil pela falta do precioso líquido.
É importante ressaltar que o capitalismo se alimenta da exploração da natureza e principalmente da mão de obra do trabalhador. Incentiva-se o consumismo e assim nessa roda descarta-se muita coisa aproveitáveis, reaproveitáveis, contudo a máquina capitalista necessita de mais produtos. O tão famoso “mercado” dita a economia dos países como o Brasil. Brasil que necessita das “commodities” para impulsionar a economia. Basta observar a comemoração do governo com o aumento de exportação de produtos agrícolas.
O que preocupa é a voracidade do mercado agrícola sobre áreas florestais que deveriam ser exploradas com mais cuidado. Não com mais facilidades nas leis e que aumentam a devastação de grandes áreas para o cultivo e criação de gado. As consequências são danosas para o meio ambiente desses locais e para o planeta de uma forma mais global. No Congresso Nacional se encontram várias proposições que “afrouxam” as leis ambientais. Aprovadas certamente será um “deus nos acuda” num futuro muito próximos quanto as questões de clima e de água.
Pela inteligência e pelo estudo se faz necessário buscar outras alternativas de desenvolvimento. Modos que levem em conta o que foi devastado, destruído. E por aí tentar reaproveitar esses espaços exatamente para produzir mais. Não é inteligente devastar mais áreas e comprometer mais ainda o meio ambiente. O futuro do planeta e da vida passam agora, no presente, com medidas que levem em conta a produção de mais alimentos, bens de consumo e principalmente um mundo em que todos possam usufruir dessas riquezas e a fome dizimada. No entanto com respeito ao meio ambiente.

domingo, 21 de maio de 2017

DIRETAS JÁ

É sabido a forma como foi feito o impeachment da presidente Dilma. Na verdade um golpe parlamentar. Ah, tem aqueles que não aceitam o óbvio em que o voto da maioria, para uma elite não vale nada. Uma pequena percentagem da população que se acha dona do Brasil e por possuir certa influência econômica e política tenta de todas formas(e das piores possíveis) barrar o avanço de políticas de inclusão e ascensão social de todos indistintamente.
Frente aos últimos acontecimentos se observa a insustentabilidade do governo ilegítimo e golpista de Michel Temer. Nunca teve e agora mais ainda não tem moral alguma pra continuar sua sanha de maldades contra o trabalhador, contra a maioria da população. Sustenta-se precariamente devido aos apoios de alguns grupos políticos e da grande mídia, contudo é uma questão de tempo e Temer cairá feito pedras de dominó. 
Após a queda do presidente Michel é importante jogar no lixo todas essas "reformas" propostas por seu governo. É inadmissível aceitar que tão somente o trabalhador pague a conta da "crise". E é difícil encontrar alguém que não seja grande empresário que ache que essas tais "reformas" sejam a modernidade. Não as "reformas" trabalhista e previdenciária! 
E somente eleições diretas para a presidência e para o parlamento para dar certa legitimidade ao novo governo. O povo tem todo o direito a dar um rumo a esse país. Nada de acordos entre quatro paredes e no ar condicionado e principalmente por figuras que defendem as "reformas" propostas pelo governo Temer. 
Eu quero votar pra presidente. Antecipação de eleições também pra Câmara dos Deputados e Senado, pois a grande maioria que está no parlamento não inspira confiança. Somente com eleições diretas para o Brasil dar um salto e que se puna quem realmente roubou, usou caixa 2 e demais ilícitos. 

domingo, 7 de maio de 2017

"REFORMAS" TRABALHISTA E PREVIDENCIÁRIA

Pra começo de conversa um governo ilegítimo não tem moral nenhuma para propor reformas que atinge tão somente os mais pobres. Não sou especialistas nesses assuntos, contudo é claro e cristalino o direcionamento para que os trabalhadores paguem uma conta que não é deles. É sabido por todos que grandes empresas devem a previdência. E por que não começar a cobrar e receber destas? Será que o governo só é eficaz na cobrança aos pequenos e reles mortais?
E ainda tem uma coisa que se diz reforma que transforma o trabalhador em escravo. Estão a revogar a lei Áurea. Tantos absurdos que transformará o mundo trabalho em tão somente um espaço pros empresários lucrar, lucrar e lucrar. Quanto aos empregados quase nada de direitos. Um absurdo total.
E quem vota todas essas arbitrariedades é quem se diz representante do povo. Que povo? Deputados e senadores em sua grande maioria fisiológicos e corruptos. As denúncias pipocam a todo instante contra os "nobres" que não estão nem aí pras ruas e redes sociais que clamam pra votar contra tantos projetos vindos do executivo.
Pra tentar manipular tem uma grande imprensa vendida que tenta enfiar de goela abaixo essas "reformas". É hora de dizer não a todos que apoiam tanta coisa contra todos nós que somos a maioria. Não devemos aceitar esse quadro. Por isso digo um NÃO bem grande a essas "reformas".