sábado, 7 de setembro de 2019

UM BRASIL INDEPENDENTE


Acredito que o Brasil só será independente quando chegar num estágio que o país dê as condições necessárias de educação, saúde, segurança e pleno emprego pra todos os brasileiros. Enquanto isso, infelizmente, observamos um país que retrocede e a corrupção prossegue e até no judiciário que deveria ser exemplo no cumprimento das leis. Autorizam a destruição das florestas com desmatamentos e queimadas e assim destroem o futuro não só do país, do planeta.
Como cultuar o verde se as matas estão sendo dilapidadas velozmente? Tudo nome de um progresso poluidor e devastador da cultura indígena e dos povos ribeirinhos da Amazônia. Valorizar o verde é não derrubar mais nenhuma árvore da floresta e incentivar uma agricultura orgânica e a defesa verdadeira das riquezas nacionais.

domingo, 1 de setembro de 2019

AMAZÔNIA

José de Arimatéa dos Santos
Desmatam a mata. Exploram à exaustão e depois queimam. Para criar gado ou para a monocultura. Aos poucos vão acabando com a amazônia. Ainda exploram os minérios. Matam o índio e expulsam os ribeirinhos. Fogo.
A defesa da amazônia significa a preservação da vida. De um planeta. É preciso defender os índios. Os únicos que realmente defendem a floresta. Protegem a amazônia. Fora disso é destruição e o fim desse riquíssimo bioma que é do Brasil.
Fim dos desmatamentos é o foco que o país deve seguir e atingir. Explorar a amazônia com inteligência. Explorar de forma sustentável. Os povos da amazônia sabem o que é sustentabilidade.
A amazônia precisa ser protegida. Não aos desmatamentos. Viva os índios! Viva a amazônia!

domingo, 28 de julho de 2019

O MEIO AMBIENTE PEDE SOCORRO

José de Arimatéa dos Santos
Os recursos naturais devem ser explorados de forma sustentável. Fora disso significa o fim da vida. Vejam que as temperaturas no planeta já estão diferentes. Temperaturas mais altas. Secas. Enchentes. É necessário um outro olhar pra natureza e explorar os recursos naturais de forma consciente.
É preocupante aqui no Brasil a liberação de muitos agrotóxicos na agricultura. As consequências são nefastas com mais doenças e consequentemente demanda mais recursos para o tratamento de muito mais gente doente. Além do veneno utilizado contaminar a água dos rios, subsolo e grandes áreas. Os prejuízos são grandiosos. Pode acontecer também do Brasil sofrer sanções econômicas em suas exportações.
Os índios na iminência do extermínio com invasões de garimpeiros e desmatadores a procura de riquezas da mata. As autoridades governamentais devem ficar atentas e proteger os índios de tanta violência de invasores de sus terras e roubo de riquezas desse país Brasil. Tem que dar um basta a tanta violência contra os índios e suas terras.
Agrotóxicos e invasões com violência contra os índios e tem ainda o descuido com o meio ambiente nas cidades. A poluição presente e a comprometer a saúde de grande parte das populações urbanas. O cuidado com o meio ambiente clama todo os dias e todas as horas. Nós que estamos no presente merecemos um meio ambiente limpo e as demais futuras gerações mais do que nós. Que mundo deixaremos pros nossos descendentes? É preciso mudar nosso pensamento. Numa perspectiva de preservação da vida e exploração sustentável dos recursos naturais.

domingo, 21 de julho de 2019

VIVA O NORDESTE!


José de Arimatéa dos Santos
Falar da região nordeste é muito fácil, pois é uma região de uma beleza incomensurável, alegria perene e permanente do seu povo. E saibamos que um fenômeno climático e cíclico sempre está a rondar essa região. A seca. Já se foi dito que o sertanejo é um ser humano forte. Enfrenta a seca com altivez e só abandona sua terra nas últimas consequências. Migra. Vai viver em outras terras. Leva a força de seus braços e a intelectualidade. 
Quem não conhece o nordeste deve conhecer essa região. Pode até ir à praia. Da Bahia até o Maranhão, passando por Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Piauí. Praias lindíssimas onde o clima ajuda. Praias entre as melhores do mundo. Ah, Pode-se também conhecer o interior do nordeste. Ver as cidades e o nordestino, o sertanejo com sua verve de receber bem os turistas. A cultura de cada lugar. O sotaque de cada estado, de cada região. Porque parece que o sotaque é mesmo, contudo há diferenças.
O nordeste tem grandes problemas, principalmente a falta de oportunidades para o seu povo. Falta investimentos ainda para essa região se desenvolver mais e diminuir a migração de seus filhos para outras regiões. Quanto a seca é possível minorá-la com investimentos na pesquisa e tecnologias do uso da água.
Por fim, fica difícil pra quem fala mal do nordeste, pois o brasileiro de outras regiões sabe ou deveria saber da história de luta e bravura dos nordestinos. Dragão do Mar ajudou para acabar com a escravidão, como também Zumbi dos Palmares e estão na história. Podemos citar Bárbara de Alencar e muitos que lutaram pelas liberdades. Que lutaram por um Brasil, pátria, pela unidade de todas as regiões para formar essa república. O nordeste merece respeito e muitos vivas!

sábado, 20 de julho de 2019

"SOU CABRA DA PESTE" - PATATIVA DO ASSARÉ

Sou cabra da peste

Eu sou de uma terra que o povo padece
Mas nunca esmorece, procura vencê,
Da terra adorada, que a bela caboca
De riso na boca zomba no sofrê.

Não nego meu sangue, não nego meu nome,
Olho para fome e pergunto: o que há?
Eu sou brasilêro fio do Nordeste,
Sou cabra da peste, sou do Ceará.

Tem munta beleza minha boa terra,
Derne o vale à serra, da serra ao sertão.
Por ela eu me acabo, dou a própria vida,
É terra querida do meu coração.

Meu berço adorado tem bravo vaquêro
E tem jangadêro que domina o má.
Eu sou brasilêro fio do Nordeste,
Sou cabra da peste, sou do Ceará.

Ceará valente que foi munto franco
Ao guerrêro branco Soare Moreno,
Terra estremecida, terra predileta
Do grande poeta Juvená Galeno.

Sou dos verde mare da cô da esperança,
Que as água balança pra lá e pra cá.
Eu sou brasilêro fio do Nordeste,
Sou cabra da peste, sou do Ceará.

Ninguém me desmente, pois, é com certeza,
Quem qué vê beleza vem ao Cariri,
Minha terra amada pissui mais ainda,
A muié mais linda que tem o Brasí.

Terra da jandaia, berço de Iracema,
Dona do poema de Zé de Alencá.
Eu sou brasilêro fio do Nordeste,
Sou cabra da peste, sou do Ceará.
____

Patativa do Assaré em Cante lá que eu canto cá: filosofia de um trovador nordestino (Editora Vozes, 15 ed., 2008).
Lá do site O Berro: https://oberronet.blogspot.com/2014/10/sou-cabra-da-peste-poema-de-patativa-do.html?fbclid=IwAR3OrzeqhXvbInpxQK_Dcx93oN9IAcaKkNO38X-X6ro8FIdbrQ5r1bhrxUU

quarta-feira, 17 de julho de 2019

BRASIL, É TETRA!


Google Images
 “O futebol é a coisa mais importante dentre as coisas menos importantes.”  (Arrigo Sacchi, técnico vice-campeão mundial pela seleção italiana na Copa de 94).
A final da Copa do Mundo FIFA de 1994 foi disputada em 17 de julho no Rose Bowl, na cidade de Pasadena nos Estados Unidos. Dia que a seleção brasileira de futebol se sagrou tetracampeã do mundo. Diferente de seu habitual futebol apresentado nas conquistas de 58, 62 e 70, em 1994 o técnico Parreira implementou um futebol mais pragmático, onde prevalece um forte sistema defensivo e um ataque com dois grandes atacantes: Romário e Bebeto.
Completam-se 25 anos do tetra e é pra comemorar e rememorar essa grande conquista que foi um divisor de águas no futebol brasileiro. Esse esquema de jogo começou já na copa de 1990 na Itália, onde a seleção não jogou um futebol convincente, contudo prevaleceu essa ideia de jogo que funcionou quatro anos depois com o tetracampeonato nos Estados Unidos.
Hoje se ver no futebol tupiniquim os times em todas divisões desse futebol com o esquema vencedor nos Estados Unidos. Prefiro aquele futebol apresentado pela última vez na copa da Espanha em 1982. Todos os esquemas são válidos e principalmente quando se ganha. Mesmo praticando um futebol não muito brasileiro, a seleção tetracampeã tem muitos méritos, grandes jogadores e está na história. E é uma das estrelas que embelezam a camisa amarela da seleção brasileira de futebol.

domingo, 14 de julho de 2019

NÃO A ESSA REFORMA!

A maioria dos deputados aprovaram a reforma da previdência. Uma reforma que é muito cruel tão somente com os mais pobres. Parte da população que sofre com a agrura do desemprego e dos serviços públicos sucateados. Há outras alternativas para deixar a previdência social robusta, no entanto é históricos que os governos procuram o caminho mais fácil que é o de cobrar de quem menos tem. Os pobre não tem o lobby. Entra somente com o voto e o político eleito trai o seu eleitorado.
Uma reforma justa começa de cima para baixo. Que os grandes devedores da previdência paguem suas dívidas e setores melhores aquinhoados entrem na reforma. Os pobres poderiam entrar em última possibilidade. Não em primeiro como reza essa reforma aprovada esses dias. Na propaganda oficial diz que é pra combater os privilégios. Viu-se que os "privilegiados", na ótica do governo, são os mais pobres. Maioria da população que necessita urgentemente de política governamental para o incremento do emprego e uma economia que inclua a todos os brasileiros. Não a essa reforma. Muito cruel e que dificultará em demasia a aposentadoria da maioria da população.

sábado, 22 de junho de 2019

CUIDADOS COM A ÁGUA

José de Arimatéa dos Santos

Sabe-se que o Brasil é um país rico em recursos hídricos, principalmente na Amazônia. Faz-se necessária uma política de preservação de matas ciliares dos rios, além de conter a poluição e na Amazônia, estudar os impactos de desmatamentos, e construção de hidrelétricas. Fato preocupante também é o avanço de monocultura e criação de gado. Fatos que contribuem e muito com o desmatamento da floresta. E consequentemente a diminuição da água.
É importante também a educação ecológica do cuidado e uso da água. Para assim conter o desperdício e o mau uso desse recurso natural. Gasta-se muito com o tratamento de água e se ver nas cidades a lavagem de calçadas e no campo o uso para a irrigação.
É importante o uso da água de chuvas para a irrigação no campo e na cidade para a limpeza de banheiros e calçadas. O trabalho de conscientização deve ser permanente e não somente quando da iminência da falta de água.

domingo, 9 de junho de 2019

UM PLANETA SUSTENTÁVEL

José de Arimatéa dos Santos
O ser humano destrói os recursos naturais de forma exponencial. E o final é catastrófico, pois envenenam o alimento, a água e o solo. Preferem derrubar as florestas para a monocultura e criação de gado. Formas de destruição do planeta. O plástico e a poluição dos rios são fatos notórios, além da falta de saneamento básico na maioria das cidades que faz crescer o número de doenças de fácil combate. E por fim, a falta de oportunidades para a maioria da população e cada vez mais os mais pobres escravizados e o fechamento de oportunidades para o estudo. É possível um meio ambiente que seja de vida e não de morte. E se projete uma perspectiva de um planeta onde a sustentabilidade seja o foco.

sábado, 11 de maio de 2019

DA VILA BAMBU A SANTA LUZIA DO OESTE

No dia 11 de maio de 1992 chego a cidade de Santa Luzia do Oeste numa viagem bem longa, pois saí do Ceará até Governador Valadares e dessa cidade mineira até Cacoal. Comecei a viajar de Juazeiro do Norte na quinta feira e desembarquei em Rondônia na segunda feira logo cedo.
De Cacoal até a Santa Luzia achava ser bem perto. Que nada. Desço do ônibus em Santa Luzia por volta das 11 horas da manhã. Estranho quase não encontrar nenhum vivente nas ruas. Logo depois vi que era feriado em comemoração da emancipação do município.
Santa Luzia do Oeste tinha tão somente seis anos de município. A emancipação se deu em 1986. Inicialmente Vila Bambu, surgida de um loteamento urbano no ano de 1978 e logo denominada Santa Luzia por sugestão do então governador Jorge Teixeira.  Uma cidade que teve seu auge na exploração da madeira na época da propaganda dos governos da ditadura militar que alardeavam que a amazônia tinha que "integrar para não entregar". A ditadura incentivava a migração para a região amazônica e a devastação de grandes áreas florestais era a tônica da época.
Hoje Santa Luzia do Oeste é apena um pequeno município sem perspectivas para seus jovens e boa parte da população. E a repetição de administrações municipais desastrosas que pouco ou quase nada fazem para mudar esse quadro.
Santa Luzia do Oeste chega aos seus 33 anos de emancipação político-administrativa e precisa urgentemente dar o salto para um desenvolvimento sustentável e fazer com que sua população tenha as oportunidades para trabalhar e viver mais dignamente.

domingo, 28 de abril de 2019

AS TRÊS CAIXAS DE ÁGUA DE PORTO VELHO, RONDÔNIA

José de Arimatéa dos Santos
São conhecidas como as três Marias. Cada caixa tem capacidade para 200 m³ e foram usadas até o ano de 1957 no abastecimento de água da capital rondoniense. Funcionavam por ação da gravidade. É um dos pontos de turismo de Rondônia e principalmente da cidade de Porto Velho.

domingo, 21 de abril de 2019

NÃO A ESSA REFORMA DA PREVIDÊNCIA!

O governo propõe uma reforma da previdência e diz que é para combater os privilégios. Mente quando diz combater privilégios, pois os "privilegiados" são os mais pobres, atacados ferozmente com perdas incríveis e lamentáveis no direito de se aposentar.
 A reforma não ataca as altas aposentadorias de juízes, políticos e militares de alta patente. É o povo que é o alvo numa reforma draconiana, perversa, numa maneira tão covarde que fica praticamente impossível um jovem, aprovada essa reforma, conseguir atingir tempo e idade para ter o direito de se aposentar lá na frente, no futuro. 
E as mulheres, trabalhadores rurais e idosos? São atacados em seus direitos e por isso que é importante a mobilização e a luta contra essa retirada de direitos.
Eu digo não a essa reforma da previdência. Certamente tem outras alternativas para que a previdência tenha saúde financeira para bancar as aposentadorias de todos os brasileiros e sem retirar direitos.
Por que não cobrar as grandes dívidas de grandes empresas com a previdência? Por que não uma reforma tributária que faça justiça na cobrança de impostos? Por que não investir no emprego e salários par os brasileiros desempregados? Incentivar a economia e fazer o brasileiro voltar a comprar e ter crédito para investir.
As soluções são várias e possíveis. Não a uma reforma da previdência cruel e perversa somente contra os mais pobres!

domingo, 31 de março de 2019

DITADURA NUNCA MAIS


O que aconteceu no dia 31 de março de 1964 não foi uma revolução. Foi um golpe de estado perpetrado por militares e civis da elite brasileira. Ditadura que se estendeu por 21 anos. Regime autoritário que censurou, torturou e matou quem ousasse se contrapor aos ditadores de plantão. E mais do que isso foi uma época que a corrupção, a hiperinflação e o desemprego deram o tom, pois a política econômica era como é ainda hoje de privilegiar os mais ricos. 

O 31 de março de 1964 fica na história do Brasil como o início de um tempo de falta de liberdade, de ditadura. Resta-nos lutar para que tempos como esse não voltem nunca mais. O que vale ressaltar e reverenciar é a democracia. Mais políticas públicas que visem beneficiar todos os brasileiros, com liberdade. Que façamos um país com justiça social e com plena liberdade. 

segunda-feira, 25 de março de 2019

FRIAGEM

José de Arimatéa dos Santos
A previsão era de que a "friagem" chegaria a Rondônia na semana passada. Pelo jeito esse frio adiou sua vinda por essas terras. Dias quentes com o sol se destacando. Nada de anormal aqui no estado de Rondônia quanto ao clima.
Hoje pela manhã aqui em Santa Luzia do Oeste muito sol e calor para não mudar o que acontece sempre. Chega o meio dia e uma chuva torrencial. Ao passar pelas ruas da cidade bueiros transbordando, um verdadeiro "pé d'água". 
Estamos já no final de março e o "inverno amazônico" persiste. E que se estenda por mais tempo para que as chuvas continuem trazendo alegria e fartura, pois é assim que vejo as chuvas. Vindo de forma calma não tem problema nenhum.
Esse aguaceiro de hoje, no entanto, parece ser o início de poucas precipitações, pois as primeiras chuvas e as últimas do período são como as de hoje. Muita água e relâmpago.
Pois é, em vez de frio, ou melhor "friagem" como nós daqui da amazônia do entorno Acre-Rondônia costuma dizer quando nessa época do ano o tempo vira e o calor característico tão amazônico se transforma em um tempo cinzento e de despencar das temperaturas. E a "friagem" tão anunciada adiou sua vinda...

domingo, 17 de março de 2019

VERDE

José de Arimatéa dos Santos

A beleza do verde representada em um rio caudaloso e emoldurado com matas circundando o leito desse rio. As matas ciliares que revigoram e dão vida a todo um ecossistema. Águas que devem ser cristalinas e sem agrotóxicos, pois vivem um sem número de microrganismos e animais e plantas e que vão até o ser humano.

domingo, 17 de fevereiro de 2019

QUANTO AO ABUSIVO AUMENTO DA CONTA DE ENERGIA


Há um discurso, a meu ver errôneo, que o governo não sabe administrar suas empresas. Defendem o liberalismo econômico onde o estado cuida tão somente de educação, saúde e segurança pública. Só que vivemos num país que boa parte dos empresários colocam uma grande margem de lucro em suas mercadorias. Praticam o capitalismo selvagem onde prevalece tão somente o lucro.
O povo de Rondônia sempre pagou a conta de energia nas alturas. E o estado de Rondônia é produtor de energia. A Ceron, a estatal de energia, fornecia um serviço de péssima qualidade com apagões quase que diários. Venderam essa empresa por míseros 50 mil reais(preço simbólico). Só que os investimentos da empresa ganhadora foram jogados no colo dos consumidores para pagar. Entraram logo com um aumento de mais de 27% nas contas de energia. E é preciso se preparar pra novas “maldades” dessa empresa que visa tão somente o lucro.
Por aí se ver que o setor elétrico deve ficar nas mãos do governo. As reclamações contra os péssimos serviços da Ceron eram válidos e sabíamos quem administrava. Agora uma empresa privada cuida da energia em Rondônia e já deu o cartão de apresentação aos rondonienses com uma tarifa criminosa, abusiva. A solução é a pressão do povo. Brigar pelos nossos direitos, pois ninguém teve um aumento de 27% no salário e se assim fosse o aumento da tarifa continuaria sendo um abuso. O judiciário precisa responder e defender o consumidor.
Eis a face do liberalismo econômico, abertura do mercado. Situação que no Brasil significa o empresário tirar dos couros do cidadão lucros e mais lucros. A regulação do estado é primordial e não defendo privatizações e esse é o exemplo. A chegada da conta de luz demonstrou que o cidadão é o mais fraco nessa situação. Portanto a luta é pela revisão desse abusivo e criminoso aumento. Não podemos aceitar de jeito nenhum.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

RÁDIO

Hoje é o Dia Mundial do Rádio 
Em homenagem à primeira emissão de um programa da United Nations Radio(Rádio das Nações Unidas) em 1946.
O objetivo dessa efeméride é conscientizar da importância das rádios comunitárias e dos grandes grupos radiofônicos, principalmente na difusão e do acesso à informação, da liberdade de gênero e expressão.
Oficialmente quem inventou o rádio foi o italiano Guglielmo Marconi. No entanto antes de Marconi, o gaúcho padre Landell de Moura foi o pioneiro na transmissão de voz, contudo foi tachado de louco e bruxo. 
Com a modernização das tecnologias o rádio se reinventa e consegue através das mídias sociais ser ainda o veículo de comunicação de maior audiência. E é importante que cada vez mais se democratize para dar voz a todos brasileiros e leve a informação, o debate de ideias e a música de qualidade.

domingo, 3 de fevereiro de 2019

CRIMES AMBIENTAIS, MUDANÇAS CLIMÁTICAS


A ciência já mostrou o quadro danoso das mudanças climáticas provocadas pela ação do homem na natureza. Atualmente o noticiário fala em temperaturas mínimas nos Estados Unidos e aqui no Brasil, no estado do Rio de Janeiro, temperaturas ao contrário. Altas temperaturas. Há quem questione e tenta negar o óbvio.
Já se observa seca em lugares ricos em chuva e frio onde sempre foi quente.  A seca do nordeste que é um fenômeno natural e cíclico, perdura. A falta de água a alguns anos no estado de São Paulo demonstrou esse desequilíbrio ambiental. Na Amazônia, o desmatamento e a invasão em terras indígenas. A floresta é desmatada e explorada a exaustão.
E pra piorar, crimes ambientais provocados por grandes empresários protegidos por figurões da república. A poucos anos em Mariana e agora em Brumadinho. Fatos que se classificam como crimes ambientais. Poderiam ser evitados, contudo a ganância em lucrar despreza a segurança dos trabalhadores, da sociedade e de todo um ecossistema.
Empresas mineradoras que se protegem com políticos a defendê-las, além de uma justiça muito lenta. E essa lentidão favorece aos criminosos do meio ambiente. Vidas humanas ceifadas e toda uma comunidade devastada. A justiça tem que se pronunciar e dirimir de forma mais coerente em relação a esses crimes.
E o meio ambiente em torno desses crimes ambientais como ficará? Famílias sem seus entes queridos. Rios e córregos destruídos. Um ecossistema dizimado. As consequências chegarão a uma grande parte do país, pois o rio São Francisco pode receber os rejeitos poluídos por metais pesados.
Um olhar diferente para a exploração dos recursos naturais é necessário. Explorar com o mínimo de impacto ambiental. Com menos ganância e a proteção aos seres humanos e ao ecossistema. O presente já está comprometido com rios e mares poluídos e cada vez mais caro tornar a água potável. Os nossos descendentes merecem também viver num mundo ecologicamente equilibrado. O meio ambiente protegido é a nossa vida e pros que virão no futuro.



domingo, 6 de janeiro de 2019

NO DIA DOS REIS MAGOS

Créditos:  http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=1652

Folia de Reis é um festejo de origem portuguesa ligado às comemorações do culto católico do Natal, trazido para o Brasil ainda nos primórdios da formação da identidade cultural brasileira, e que ainda hoje mantém-se vivo nas manifestações folclóricas de muitas regiões do país.

Na tradição católica, a passagem bíblica em que Jesus foi visitado por reis magos, converteu-se na tradicional visitação feita pelos três "Reis Magos", denominados Melchior, Baltasar e Gaspar, os quais passaram a ser referenciados como santos a partir do século VIII.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

37 ANOS DO ESTADO DE RONDÔNIA

São 37 anos da instalação do estado de Rondônia.
A data é um marco na vida de todos os rondonienses, que ainda em 1943, o estado de Rondônia, era conhecido como território do Guaporé, onde treze anos depois em 17 de fevereiro de 1956, pela Lei n° 2731 o Território Federal do Guaporé muda a denominação para Território Federal de Rondônia.

Portanto, é importante que esse estado que recebe brasileiros de toda a parte, continue a crescer e principalmente com respeito ao meio ambiente na preservação de suas florestas e um desenvolvimento que contemple a todos indistintamente.

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

BRASIL, O ANO COMEÇOU


Considero a passagem de um ano para outro um fato corriqueiro e muito comum. Claro que as festividades são inebriantes e apaixonantes. Quando se chegou aos primeiros segundos desse 1º de janeiro abraços, beijos e fogos a espocar os céus em quase todas as partes desse planeta. Notei que os fogos diminuíram bastante, talvez a crise ou a consciência que animais, crianças e idoso sofrem nessa época devido ao barulho. Espero que o barulho desses fogos sejam extintos e só brilho e beleza clareiem e embeleze nossos retinas.
Nas ações de governos não se espera muita coisa, pois prometem somente cortar, retirar, extinguir, diminuir. Não há uma proposta ou intenção de resolver os graves problemas nacionais como o desemprego, por exemplo. Pelo contrário, querem seguir a cartilha de retirar direitos dos trabalhadores e fazer uma reforma da Previdência que tão somente os mais pobres é que serão os mais prejudicados.
Mesmo com este cenário é importante não se desanimar e lutar. Lutar por esse Brasil e sua frágil democracia. Assegurar os direitos conquistados tão arduamente numa luta que deve unir a todos. O ano só começou e é importante ter a consciência de classe e alimentar os sonhos de um país livre, onde a solidariedade e fraternidade estejam sempre presentes.

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

UMA NOVA ERA


Chega o final do ano e naturalmente as festas de natal e ano novo são manifestações espontâneas. A passagem de um 31 de dezembro para o 1º de janeiro é apenas uma troca de um dia para o outro. E as outras 364 passagens de um dia para o outro? Tem a mesma importância de hoje para amanhã. A diferença é que os seres humanos hoje estão relaxados e prontos para as festividades inerentes ao final de um ciclo e início de um outro. Sempre demandamos perspectivas e sonhos para o futuro que é logo ali.
Sonho que a mesma disposição e alegria do hoje se repitam nos 365 dias de 2019. Por que o ano começa e devemos viver de uma forma solidária e fraterna com os semelhantes e a natureza em seu conjunto. A vida tem os seus percalços e alegrias em vencer as dificuldades, como também ser feliz com as coisas simples e também nas mais rebuscadas. 
O ano novo vai começar e que as alegrias e felicidades nos acompanhem desde os primeiros segundos dessa nova era

domingo, 11 de novembro de 2018

FORTALEZA, CAMPEÃO BRASILEIRO


Resultado de imagem para fortaleza esporte clube
O Fortaleza Esporte Clube foi fundado em 1918 e em homenagem a França escolheu as três cores desse país europeu(Azul, branco e vermelho). E deu certo. Quantas vezes a magia dessa camisa tricolor se sobrepôs e venceu...
Neste ano, 100 anos de um clube vencedor no estado e no nordeste. Agora campeão nacional numa conquista irreparável. Faltam duas rodadas e conquistou 20 vitórias. Um clube que sempre fez a melhor campanha nos últimos anos de 8 anos de série C.E na série B foi tão somente uma passagem para a elite do futebol penta campeão do mundo. É campeão!!!


domingo, 28 de outubro de 2018

DEFENDER AS LIBERDADES, A DEMOCRACIA BRASILEIRA

Uma grande conquista do brasileiro é a democracia. Sabemos o quanto é difícil ter liberdade nesse quadrante verde e amarelo. Que a história diga. Golpes e mais golpes nessa insipiente e tão frágil democracia. Desde a redemocratização e a feitura da Constituição de 1988 temos uma certa liberdade. Não é uma liberdade verdadeira, pois muitos entulhos autoritários estão ainda presentes na vida nacional.
Nestas eleições de 2018 vimos a ascensão de figuras com discursos autoritários. É preocupante por que os números da violência só aumentam e estes políticos vendem soluções fáceis de combate a essa violência. Nisso, muitos jovens das periferias e principalmente negros são os alvos. Propostas de mais empregos e solução da crise econômica pouco falam. É por aí que se combate a violência oferecendo oportunidades para os jovens.
E pra piorar, a maioria da população deu um cheque em branco para quem se elegeu para o mais importante cargo da nação. Não se debateu suas propostas. Em 2019 entramos no escuro. Conversas através das redes sociais e discursos moralistas não vão resolver os graves e urgentes problemas  brasileiros.
Portanto, é importante defender essa democracia. Avançar e não fraquejar nos momentos de perigo de supressão das liberdades. O Brasil é de todos nós e merecemos um país livre, justo e solidário. Nunca o arbítrio. E sim as liberdades.

domingo, 21 de outubro de 2018

UM BRASIL DE TODOS

Estamos prestes a definir o futuro do país. É muito importante analisar e observar quem tem as melhores propostas. Dois projetos. Um que é uma incógnita, pois o candidato se nega a debatê-lo. Aí fica difícil. Quem vota num candidato que tem ojeriza a debates, vota em um papel em branco. Vota no escuro e pra piorar o candidato é conhecido por suas posições autoritárias e discriminatórias contra as mulheres, homossexuais e negros. A quase 30 anos é deputado federal e quase nada de produção parlamentar. Espero que a o povo brasileiro vá em outra vertente.
Defendo a liberdade e consequentemente a radicalização da democracia, pois assim o Brasil vai em frente e com desenvolvimento. Acredito em quem prega a inclusão de todos. Sem exceções. Voto em quem propõe e luta por um Brasil que respeita todos e o meio ambiente. Tem políticas públicas de defesa do Brasil e dos brasileiros. 
Nessa conjuntura Haddad representa um país mais Brasil em que devemos respeitar a opinião contrária e a defesa dos nossos recursos naturais. Que ao explorá-los a nação brasileira usufrua dessas riquezas para investir e melhorar a saúde e a educação. 
Esse é o caminho que representa o Brasil. Não ao autoritarismo e sim as liberdades políticas. Defesa do meio ambiente. Defesa da amazônia. Que todos os brasileiros possam viver e felizes nessa nação Brasil.

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

PROFESSOR E PROFESSORA

Infelizmente os tempos são difíceis para quem está em sala de aula. Alunos em boa parte sem limites e com pouco interesse em aprender. Há as exceções. No entanto o que me preocupa mais são as investidas de pessoas que não entendem coisa nenhuma de educação e a querer dar pitaco. Dizer que há uma “doutrinação” nas escolas é no mínimo ignorância. Vemos isso em outros setores da nossa sociedade(algumas igrejas). Na escola não.
É necessário que os professores e funcionários das escolas sejam valorizados com salários dignos e uma ampla liberdade para propor pedagogicamente o debate de todos os temas sejam eles filosóficos, científicos e tecnológicos. Tempos tão sombrios(os de agora) que querem limitar, censurar o trabalho do professor. Não aceitaremos e a luta é para que o professor tenha sua autonomia e um ensino de melhor qualidade e para todos.

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

LINHA EM RONDÔNIA

José de Arimatéa dos Santos
No caminho
Uma árvore
Naquele caminho
Uma sobrevivente
Da devastação
Naquele caminho
A embelezar,
Mesmo sozinha,
Uma árvore!

domingo, 30 de setembro de 2018

AH, AS MULHERES!

Neste final de semana as mulheres brasileiras deram uma lição de cidadania. Foram às ruas dizer que não aceitam de jeito nenhum ganhar menos que o homem. Exigem respeito e nada de discriminação, além de demonstrar uma força incrível.
Protestam contra as falas de um candidato a presidência da República que arrota preconceito e ódio contra as mulheres. Que em vez de apresentar propostas de afirmação das mulheres, discrimina as mulheres. 
É importante observar quem acompanha esse candidato. Uma maioria de homens em sua turba. E quando se manifestam "cantam" músicas que promovem mais ainda a discriminação e a diminuição das mulheres.
Mulheres que são a maioria do eleitorado. Podem decidir a eleição. Espero que decidam contra esse candidato que não falo o nome e certamente quem chegou até aqui sabe de quem falo.
As mulheres encheram as ruas e a parecer com o movimentos das "Diretas Já" do início dos anos 80 do século passado. Movimento vitorioso pela adesão e principalmente que pode ter decidido eleição pela derrota do coiso.
As mulheres mais uma vez a mostrar e demonstrar que tem força. Brio. E por que não elogiar e fazer coro a esse movimento do #eleNão? Mulheres, vocês estão muito de parabéns. É assim que começa a mudar muito desse estado de coisas de não respeitá-las. Viva as mulheres!

sábado, 22 de setembro de 2018

QUE TEMPOS SÃO ESTES?

Vivemos um tempo em que o ódio e a violência são valorizados. Pseudocristãos dizem apoiar o  candidato das armas e desse ódio entranhado num país que se desnorteou. Início dos anos 2000, caminhava a passos largos para o desenvolvimento nos governos de Lula e primeiro governo de Dilma. No entanto temos uma elite predadora dos maiores sonhos da maioria dos brasileiros e sabotou esse Brasil,
O que se ver hoje é uma campanha política atípica e parte da sociedade, equivocadamente, apoia o ódio e a violência. Num país que deveríamos olhar para frente e impulsionar o bem estar de um povo ávido por melhorias. O que resolve tudo isso é a política.
Só que escolhendo quem realmente tem compromisso de um Brasil de desenvolvimento e plenitude no emprego e oportunidades iguais. Assim é o país que pode olhar pra frente. Nunca com esse enredo do desgoverno Temer que levou o país a tristeza e ao desemprego. Parou o país.
Devemos rechaçar o fascismo que ora nos ronda e vencê-lo nas urnas e olhar pra frente um Brasil de amor, solidariedade e compromisso pelo desenvolvimento que acolha a todos indistintamente.